domingo, 29 de junho de 2008

A Dor Cruel da Traição


Dizia um provérbio popular que "corno é igual a fusca, um dia todo mundo vai ter um". Pois é, talvez o ditado esteja defasado. Os fuscas já não estão mais aí, mas, o par de chifres... Ah, esses nunca foram tão atuais. Como é que é? Nunca teve!? Ou não sabe de tal ou ainda teu dia chegará. Daí ficará claro que o tal do corno não é só tema pra música brega.

PERFÍDIA.
Laia Masó com a dor da traição, em cena de Efímero_87
Em Efímero_87 a vil traição apunhá-la as costas da personagem. Num desabafo despudorado, ainda mais por se tratar de pensamentos, Laia Masó, que interpreta uma moça desestruturada emocionalmente após sofrer a infidelidade e abandono do namorado, narra sua dor que vai da melancolia à ira. Revoltada com sua desventura, Laia maldiz seus algozes, tudo e todos a sua volta, sem poupar a si mesma. Este é o clima deste curta-metragem rodado na Catalunha, entre os municípios de Sant Boi de Llobregat e Barcelona, na Espanha. Segundo seus produtores a rodagem foi "louca, divertida e dura", com gravações num cemitério, em trens e metrôs. Os populares nunca imaginaram do que se tratava, "não sabiam o que fazíamos com dois menus e uma pequena câmera", recordam os produtores.
Assista Efímiro_87 no player abaixo, após reflita: um relacionamento, por mais efêmero que seja, pode causar uma dor que insiste em perdurar.
Yerko Herrera
Efímero_87


Sinopse
Um dia te levantas e assimilas. Foste enganado, traído, mentiram pra ti, humilharam-te. E o mundo não deixa de girar por tua dor. Quando tudo isso ocorre, começas a deixar de ter medo e começas a tomar decisões. Através de uma rápida viagem exterior e interior, nossa protagonista nos conta as 24 horas de um dia em que deverá assimilar seu presente e seu futuro. Mesmo que tudo seja efêmero.


Gênero Ficção
Diretor Pere Koniec
Elenco Laia Masó
Ano 2006
Duração 10min
Cor P&B
Bitola Mini-DV
País Espanha

16 comentários:

Anônimo disse...

Que melhor chata! Não é de se estranhar que ela tenha levado o fora.

Yerko Herrera disse...

Tu acha!? Achei ela bem interessante, eu ia ali! Hehehe.

Bom, mas quem é que não fica chato passando por um situação como a dela, hein!?

Abraços.

Ana Maria disse...

Oi Yerko!
Vi o link do teu blog no da minha irmã(a mesma chuva). Gostei muito dos posts. Vou baixar o Armas não Atiram Rosas, não dispenso um documentário.

E quem não teve um dia de corno!!!!kkkkkkk

Você sabe onde posso conseguir o curta "El Ojo en la Nuca"? Já tentei no emule e no Youtube e não encontrei.

ps- Amei o curta finlandês.

Anônimo disse...

Horrível! Detestei...

Yerko Herrera disse...

Ana Maria!!!

Meu Deus, muita coincidência! Tu nem imagina que no domingo mesmo assisti Zona do Crime (La Zona, México, 2007), do Rodrigo Plá, e no DVD do filme tem o curta dele, "El Ojo en la Nuca". Durante a madrugada daquele dia revirei a internet atrás do filme, queria colocar ele aqui. Infelizmente não achei nada, mesmo se tratando de um curta de alguns anos atrás. Não tinha assistido nada dele ainda, o cara é muito talentoso, e "El Ojo en la Nuca" é muito bom.

Fico feliz com tua visita e com teu gentil comentário. Legal tu ter encontrado o OutroCine no blogue da Camila, curto muito as postagens dela. Adorei teu blogue também, temos muitas afinidades em termos musicais e fílmicos, principalmente no gosto pela cultura em espanhol.

Continua visitando e contribuindo aqui. Só posso agradecer.

Beijão!
Yerko Herrera.

Ana Maria disse...

Estou louca pra assistir La Zona. Vi que já está nas locadoras. Obrigada pela dica.

Vou continuar passando sempre aqui, o blog é ótimo! =)

Yerko Herrera disse...

La Zona é muito bom, Ana Maria! A curiosidade é que um dos atores é o Daniel Tovar, aquele garoto que é um dos protagonista do seriado infantil Skimo (o Tavo), que passa no canal por assinatura Nickelodeon. Não é que o guri tá bem no filme.

Carla disse...

Muito bom!
Mas deve algumas partes que eu não entendi!Alguém poderia traduzi em português as falas dos personagens do deste curta-metragem!

Renan dos Reis disse...

Visualmente e verbalmente expressivo e intenso!
O cinema espanhol de origem em grande estilo!
Imperdível para os amantes da sétima arte espanhola!

Yerko Herrera disse...

Carla! Legal que tu curtiu! Pode me dizer qual parte que tu não entendeu que eu te traduzo na boa.

Infelizmente o filme não tem legendas, e pra quem não domina o espanhol realmente fica mais complicado algumas expressões. Mas tamos aí! Só perguntar!

Beijos!

Yerko Herrera disse...

Grande Renan! Um dos grandes incentivadores e divulgadores deste blogue. Sempre com comentários concisos e pertinentes!

Valeu, meu camarada! Grande abraço.

Jú disse...

Muito bom!!!!!!!

Yerko Herrera disse...

Também acho! Beijão Jú.

Yerko Herrera disse...

O Pere Koniec, diretor do filme, gostou tanto da receptividade do curta por aqui que até lincou o OutroCine em seu blogue pessoal.

http://perekoniec.blogspot.com

Jú disse...

Que legal!!!
Acabei de dar uma espiadinha no blog dele.
Parabéns;-)

Renan dos Reis disse...

Aqui esta o curta-metragem "El ojo en la nuca"
*
*
O curta-metragem é estrelado por Gael García Bernal, o jovem ator latino-americano de cabelo desalinhado, dentes encavalados e barba rala por fazer, com tendência de esquerda e ares de quem leu alguns livros, mas não muitos.
O olho na nuca é um grito de protesto contra a anistia dada aos militares uruguaios que torturaram e mataram durante a ditadura.
*
*
parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=Gl2NrPoms2Q
parte 2
http://www.youtube.com/watch?v=6Sb539O9LOA
parte 3
http://www.youtube.com/watch?v=sb7XbT2qN9A