sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Sprung - Reencontro da alegria na ingenuidade

Cian Olsen em Sprung - foto still
Tratar de revigorar o espírito da inocência e o lado lúdico da infância podem mudar a vida de um adulto. Ao menos é o que acontece no premiado curta-metragem Sprung, da diretora Varda Hardy. O filme é uma moderna comédia muda sobre um jovem homem que, demasiadamente envolto em seus problemas, se esquece de quem realmente é. Ele retoma os sentidos ao cruzar-se com um menino. O garoto, agradecido com um ato heróico do homem, devolve-lhe a leveza da vida. Segundo a diretora, o curta é uma homenagem aos filmes de Harold Lloyd, astro do cinema mudo estadunidense que, ao lado de Charles Chaplin e Buster Keaton, foi considerado um dos maiores atores cômicos da época. Confira Sprung no reprodutor abaixo.

Sprung

Caso a reprodução acima falhar, assista Sprung aqui


Sinopse
Um jovem, preso em meio a confusão e agitação da vida diária, recorda quem ele realmente é.

Gênero Ficção
Diretor Varda Hardy
Elenco J.R. Nutt, Cian Olsen, Martine Monaghan, Alfred Barlaan
Ano 2007
Duração 4min
Cor Colorido
Bitola HDV
País EUA

3 comentários:

Darcy Mendes disse...

Muito legal o filme!

Aproveito prá avisar que recebi um premio do blog @agrega e repassei ao Outro Cine.
Pass lá no Papocicuta e confira seu prêmio!

Abraços e bom final de semana!

Yerko Herrera disse...

Obrigado, camarada Darcy!

Abração.

Bia disse...

Cinema mudo é algo que acho extremamente adorável, e esse curta demonstrou tão bem a essência dos atores imortais.

Lindo.